Bruna Surfistinha









Não li seu livro, nunca acessei o seu blog, sendo honesto com voces, conheci a Bruna Surfistinha através do seu filme pornô que ela fez. Hoje finalmente eu assisti o filme Bruna Surfistinha
Assisti o filme sem esperar nada além de um filme picante, pois é, me arrasei...
Como todos sabem o filme retrata a historia da Raquel Pacheco, mais conhecida como "Bruna Surfistinha" uma garota de programa que ficou famosa, ao relatar em seu blog, as historias que acontecia no seu apartamento, enquanto atendia a seus clientes.


A  protagonista do filme é a Deborah Secco, que na minha opinião encarnou muito bem uma prostituta ascendente (não posso falar que ela encarnou a Bruna Surfistinha pois como disse acima, eu nunca tinha visto nada além do seu filme pornô), que faz de tudo para conseguir andar com as suas proprias pernas. Filha adotiva de uma familia de classe media alta, sempre se sentindo menosprezada pelo pai e pelo irmão, decide fugir de casa e procurar um "prive" (puteiro na nossa lingua). Com 18 anos de idade e sem saber nada do mundo afora, Bruna (pseudonimo criado pela Raquel para esconder seu passado) passa a ganhar toda a clientela do Prive. Como muitas outras prostitutas, Bruna acaba viciando-se em Cocaína, onde começa a perder tudo o que tem. Deborah Secco conseguiu ser quem ela é, uma libertina. Gostei de sua atuação e de suas crises por cocaína e só. O filme não retrata como que a Bruna conseguiu sair da vida prostituição e vicio, não mostra como ela conseguiu dar realmente a volta por cima quando todos diziam o contrario. Enfim, Acho que o filme poderia ser bem mais do que sexo e cocaína... mas, com a nossa sociedade hipócrita, aceitar o fato de que uma Prostituta, viciada em cocaina, conseguiu vencer na vida, mesmo que seja do jeito dela.


O filme que lidera as bilheterias brasileiras, já faturou mais do que o dobro do seu orçamento, estimado em R$ 4 milhões.Até o momento o longa-metragem já levou 1,12 milhão de pessoas aos cinemas e arrecadou R$ 9 milhões com menos de duas semanas em cartaz.

                                                                  


                                 

Poster Oficial


Capa do Livro


A verdadeira Surfistinha

Bruna Surfistinha






título original: (Bruna Surfistinha)

lançamento: 2011 (Brasil)
direção:Marcus Baldini
atores: Deborah SeccoDrica Moraes, Fabíula Nascimento, Cristina Lago.
duração: 109 min
gênero: Drama
status: Em cartaz




Sinopse

Raquel (Deborah Secco) era uma jovem da classe média paulistana, que estudava num colégio tradicional da cidade. Um dia ela tomou uma decisão surpreendente: virar garota de programa. Com o codinome de Bruna Surfistinha, Raquel viveu diversas experiências "profissionais" e ganhou destaque nacional ao contar suas aventuras sexuais e afetivas num blog, que depois acabou virando um livro e tornou-se um best seller.



Ficha Técnica

título original:Bruna Surfistinha
gênero:Drama
duração:1 hr 49 min
ano de lançamento: 2011
estúdio: TV Zero | Damasco Filmes e RioFilme (coprodutores)
distribuidora: Imagem Filmes
direção: Marcus Baldini
roteiro: Antonia Pelegrinno, Homero Olivetto e José Carvalho, baseado em livro de Raquel Pacheco
produção: Rodrigo Letier, Roberto Berliner e Marcus Baldini
música:
fotografia: Marcelo Corpanni
direção de arte: Luiz Roque
figurino: Leticia Barbieri
edição: Manga Campion

6 comentários:

@ana_andtex disse...

eu esperava mais drama e mais historia no filme, achei um filme um pouco vazio. Imaginei ver o sofrimento pelas drogas, pela sua limpeza e sua volta por cima. Mas a Debora ganhou meu respeito, o papel parece ter sido escrito para ela. No fundo o filme para mim foi uma grande propaganda para o livro, não vejo a hora de lê-lo.

Diego Oliveira disse...

Muito boa a crítica!
O trailer, além de falar que era sobre a Bruna Surfistinha(o q dava pra saber pelo título),não dizia nada sobre o que esperar do filme, além de sacanagem.
A Crítica foi muito boa por mostrar exatamente que parte da vida dela fora retratada, e sem dar spoilers significativos. Não me animei muito de ver o filme, ainda vou é pras animações!

Deboche disse...

Pow o filme e legal no geral!
Faltou akele clima que o livro passa mas ñ e ruim pelo contrario gostei de ver e mt!
Ah e tem partes do livro que tinha que ter mas acredito que tenhao sido cortadas para n afetar a privacidade da familia da Bruna!

Bruno BRS disse...

Achei o filme bom. Mas, sempre tem "mas...", omitiu algumas partes da vida dela que seria interessante ver. No geral, ficou bom. Deborah faz perfeitamente qualquer papel, e este não fugiu a regra.

Liihh Boyd disse...

Bom eu gostei do filme!^^
sem meio mas real!

Músico Amador disse...

Pow, concordo com o amigo Deboche no que se refere a manter a privacidade da família da Raquel Pacheco, porém, também concordo que trata-se de um filme vazio.
Acreditando que o livro é um relato de uma vida, de uma menina de classe média que entrega sa vida à prostituição e drogas e consegue dar a volta por cima, tornando-se um escritora (não vamos julgar isso), sair da prostituição, tratando tudo isso com dignidade.
Ao ver o filme, me desculpem os que não concordam, mas, os relatos chocantes do livro tiveram que ser suprimidos por conta de tratar-se de uma estrela global. E, o desempenho da Deborah Secco, é igual a tudo que ela já fez.
Acredito, piamente, que esse seria um excelente filme para revelar uma nova grande atriz nacional.
Abraços